Pular para o conteúdo principal

Um encontro brincante com o grupo Serelepe


O espetáculo "Brinquedorias" apresenta brincadeiras que não são muito conhecidas por aqui e acolá. Elas foram escolhidas por serem curiosas, instigantes e divertidas. Além de suas belas melodias, elas nos provocam com suas movimentações pelo espaço e pelas possibilidades de ficarmos "inventando moda" com elas. Essas brincadeiras foram recolhidas no dia a dia de seus integrantes, por meio da memória da infância, da formação profissional e do encontro com brincantes desse Brasil e da América do Sul e são apresentadas de forma cênica musical, valorizando os aspectos sonoros e os movimentos como inspiradores para a performance.
Realizado pela Lei Municipal com patrocínio do Mater Dei, "Brinquedorias" vai contar com uma dobradinha no mês de junho. Dia 1º, às 16h, no Espaço Comum Luiz Estrela, e dia 8, no mesmo horário, no Espaço Alberto Pierrot Lunar, em Belo Horizonte. O acesso é gratuito.
Formado por Reginaldo SantosGabriel MuriloEugênio Tadeu, o Serelepe [EBA/UFMG] se dedica à produção artística e à música para crianças desde 2005. Inicialmente o grupo se reuniu em torno do programa de rádio Serelepe - Uma pitada de Música Infantil, na Rádio UFMG Educativa 104,5 FM, com a participação de Cris Lima e de Claúdio Zazá nos trabalhos técnicos. Mais tarde passou a se dedicar também a oficinas e intervenções musicais. O grupo Serelepe faz parte do projeto de pesquisa, ensino e extensão "Serelepe brinquedorias sonoras e cênicas, da Escola de Belas Artes da UFMG, com o apoio da PROEX/UFMG e da Rádio UFMG Educativa. Ele integra o Movimento Brasileiro da Canção Infantil e o Movimento da Canção Infantil Latino-americana e Caribenha (MOCILyC). Ao longo desses anos, o grupo se apresentou em cidades como Belo Horizonte, Contagem, Juiz de Fora, Pedro Leopoldo, Montes Claros, São Paulo, Ribeirão Preto, Piracicaba (Brasil); Valparaíso (Chile); Santa Fé e Buenos Aires (Argentina); Montevidéu (Uruguai); Medellín, Bogotá, Melgar (Colômbia), tendo sido recebido sempre de forma acolhedora por crianças e adultos.
Desde 2010, o grupo ministra oficinas para crianças e educadores, tendo o brincar como fio condutor. Foi também neste ano que o grupo começou a idealizar o espetáculo-cênico musical Locotoco, inspirado em canções e brincadeiras tradicionais, recolhidas em diferentes regiões do Brasil e da América Latina. Em 2014, o espetáculo foi registrado em CD, também intitulado Locotoco. Em 2017 lançou o Livro CD DVD e espetáculo "Brinquedorias".
Serviço:
Rua Manaus, 348, Santa Efigênia
Entrada Franca - lotação: 120 pessoas
Distribuição de senhas 1h antes do espetáculo
Duração:45 min
Rua Ipiranga, 137, Floresta
Entrada Franca - lotação: 120 pessoas
Distribuição de senhas 1h antes do espetáculo
Duração:45 min

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

EU FAÇO MEU BRINQUEDO

LUGAR DE CRIAÇÃO, PROJETO DO  CCBB   EDUCATIVO , DESENVOLVE SÉRIE DE ATIVIDADES  PARA ESTREITAR O DIÁLOGO COM A ARTE, EM MAIO DIAS 25 E 26 TERÁ A OFICINA “EU FAÇO MEU BRINQUEDO” No projeto  Lugar de Criação , o  Programa  CCBB   Educativo  desenvolve uma programação especial que tem como objetivo a ocupação, convivência, criação e diálogo com a arte, para as crianças e suas famílias. Também é um espaço que recebe artistas e educadores residentes, juntando-se à equipe no desenvolvimento de propostas específicas, integrando adultos e crianças em processos de experiência com a arte. Nos dias  25 e 26 de maio , as oficinas do  Eu faço meu brinquedo  exploram aspectos da cultura maker  e da criação, para pensar o brincar e o brinquedo como prática coletiva. E nesta edição, o público vai desenhar com luz. Usando lanternas coloridas e uma câmera fotográfica, o objetivo é experimentar o desenho a partir de instruções que indicam movimentos do corpo. Ao fim da ação, o  Educativo  pro

31 de janeiro: Dia da Solidariedade - É de criança que se aprende a dividir, compartilha e doar brinquedos é uma ótima atividade para aprender brincando

No dia 31 de Janeiro celebra-se o Dia da Solidariedade e o livro Brinquedos de André Neves traz, de maneira lúdica, valores como consciência ambiental, reciclagem e, claro, solidariedade. BRINQUEDOS, VAMOS DOAR? Livro publicado pela Editora Mundo Mirim aborda os temas consumismo e reciclagem Dois brinquedos, um palhaço e uma boneca, conduzem o fio narrativo de Brinquedos. A obra é uma publicação da Editora Mundo Mirim, que coloca o leitor em contato com duas realidades diferentes. A menina recebe uma boneca de presente. O menino ganha um palhaço. Mas depois de muita diversão, os dois se cansam dos brinquedos, que ficam abandonados no canto da sala. Mas qual será o destino desses brinquedos? Será que eles vão ser jogados no lixo? Essa história sensível e solidária é contada apenas pelas imagens assinadas por André Neves, no formato de livro só-imagem. Esta obra, que já foi selecionada para diversos programas de leituras a nível federal e estadual, como PNBE e SME-SP