Pular para o conteúdo principal

Madalena´s - Parquinho e Biblioteca

Nós, fomentadores da cultura, precisamos compreender que temos a responsabilidade de fazer chegar, até os mais longínquos e isolados locais, a nossa produção, porque temos que ter responsabilidade social também. Esta em nossas mãos também, o desenvolvimento intelectual dos brasileiros.

Como sabem, nós do Jornal Sem Fronteiras, estamos apoiando, oficialmente, a luta árdua da ONG Madalena´s para a realização do projeto sociocultural“PARQUINHO E BIBLIOTECA PARA ESCOLA CARENTE”, idealizado pelas escritoras Isis Dias Vieira e Lúcia Amélia.

O Projeto em questão foi apresentado em março, em Blumenau, durante o Sarau Sem Fronteiras, e consiste na montagem de uma Biblioteca Infantil e na montagem de um Parquinho para uma escola carente no interior do Estado do Espírito Santo. Trata-se da Escola Jardim de Infância Menino Jesus (fotos), no Distrito de Vila Verde, Município de Pancas (ES) e que possui inúmeras necessidades básicas, entre elas, as do projeto em questão.

Para a montagem da Biblioteca, contamos com o maior número de doações de livros infantis possíveis. A Escolinha funciona com 130 alunos, distribuídos em 5 turmas de 26 alunos cada. Portanto, solicitamos o envio de doações livros (seus e de seus amigos) diretamente para a Escola.

Mas não é só isso, precisamos de mais ajuda ainda.

Para a realização deste projeto, é preciso arrecadar uma verba para a compra do Parquinho. Com a venda das camisetas Madalena´s, tanto em Blumenau, quanto na Suíça, não foi arrecado o suficiente. É preciso arrecadar, pelo menos, mais 7 mil reais. Por isso, foi lançado o “Catalogo Artístico Mundo a Fora” - editado de forma bilíngue (português/inglês), pela Helvetia Edições e com a divulgação do Jornal Sem Fronteiras - onde escritores, artistas, músicos etc. poderão adquirir uma ou mais páginas para a apresentação de seu trabalho, em 7 países (Brasil, Suíça, Alemanha, Portugal, Angola, França e EUA).

Para que todos possam tomar conhecimento do regulamento, bem como conferir o modelo de uma página montada, convido-os a ver o regulamento em anexo. Mais informações devem ser obtidas pelo e-mail helvetiaedicoes@gmail.com com cópia para madalenas@hotmail.ch.

A participação de todos vocês é muito importante. Entendam que enquanto estarão divulgando seus trabalhos, vocês estarão também colaborando para uma causa muito nobre. Por isso, convido-os a juntarem-se nós.

Caso não possam participar do Catálogo, por questões financeiras, tenho certeza que cada um de vocês conhece alguém que possa. Então, comprometam-se com a causa, abordem diretamente um amigo e convide-o, efetivamente, a participar. Não se eximam desta oportunidade que bate à porta e convida-nos a exercermos nossa cidadania. Afinal, juntos, somos mais fortes!


Dyandreia Portugal
Jornalista Sem Fronteiras

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

13 de julho: 29 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). ONGs divulgam relatório sobre direitos das crianças no Brasil

Grupo Joining Forces faz levantamento inédito sobre direitos das crianças no Brasil Relatório, que será apresentado no dia 10, mostra retrocesso em direitos e dá voz às crianças de todo o Brasil; os dados serão comparados com o mundo Desde 2015 o Brasil passa por retrocessos nos direitos sociais das crianças e adolescentes, é o que mostra o relatório inédito “Child Rights Now – Análises da Situação dos Direitos da Criança”, feito pelo Grupo Joining Forces. O levantamento compara tópicos relacionados aos direitos das crianças e adolescentes à luz dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidos pela ONU para 2030, com dados desde 1990, quando o Estatuto da Criança e Adolescente (ECA) foi criado. Destaque também para a voz dos principais interessados no tema: crianças e adolescentes do Brasil inteiro se reuniram em grupos focais para dizer o que entendem sobre seus direitos e quais as soluções para garanti-los. No dia 10 de julho, em São Paulo, o grupo se reúne para deba…

Um encontro brincante com o grupo Serelepe

O espetáculo "Brinquedorias" apresenta brincadeiras que não são muito conhecidas por aqui e acolá. Elas foram escolhidas por serem curiosas, instigantes e divertidas. Além de suas belas melodias, elas nos provocam com suas movimentações pelo espaço e pelas possibilidades de ficarmos "inventando moda" com elas. Essas brincadeiras foram recolhidas no dia a dia de seus integrantes, por meio da memória da infância, da formação profissional e do encontro com brincantes desse Brasil e da América do Sul e são apresentadas de forma cênica musical, valorizando os aspectos sonoros e os movimentos como inspiradores para a performance. Realizado pela Lei Municipal com patrocínio do Mater Dei, "Brinquedorias" vai contar com uma dobradinha no mês de junho. Dia 1º, às 16h, no Espaço Comum Luiz Estrela, e dia 8, no mesmo horário, no Espaço Alberto Pierrot Lunar, em Belo Horizonte. O acesso é gratuito. Formado por Reginaldo SantosGabriel MuriloEugênio Tadeu, o Serelep…

31 de janeiro: Dia da Solidariedade - É de criança que se aprende a dividir, compartilha e doar brinquedos é uma ótima atividade para aprender brincando

No dia 31 de Janeiro celebra-se o Dia da Solidariedade e o livro Brinquedos de André Neves traz, de maneira lúdica, valores como consciência ambiental, reciclagem e, claro, solidariedade.

BRINQUEDOS, VAMOS DOAR?

Livro publicado pela Editora Mundo Mirim aborda os temas consumismo e reciclagem

Dois brinquedos, um palhaço e uma boneca, conduzem o fio narrativo de Brinquedos. A obra é uma publicação da Editora Mundo Mirim, que coloca o leitor em contato com duas realidades diferentes. A menina recebe uma boneca de presente. O menino ganha um palhaço. Mas depois de muita diversão, os dois se cansam dos brinquedos, que ficam abandonados no canto da sala. Mas qual será o destino desses brinquedos? Será que eles vão ser jogados no lixo?

Essa história sensível e solidária é contada apenas pelas imagens assinadas por André Neves, no formato de livro só-imagem. Esta obra, que já foi selecionada para diversos programas de leituras a nível federal e estadual, como PNBE e SME-SP, retrata s…